Brasileiros sofrem de esgotamento mental pelo trabalho

Brasileiros sofrem de esgotamento mental pelo trabalho

A maioria dos profissionais de empresas já sofreu com algum problema na saúde mental por causa do trabalho, segundo uma pesquisa realizada com mais de 1.400 pessoas.

Quase metade dos respondentes (49%) diz já ter sofrido crises de ansiedade, enquanto 44% afirmam já ter tido síndrome de burnout, esgotamento mental decorrente do estresse profissional. Apenas 25% dizem que nunca tiveram transtornos do tipo. Para mais de 70% deles, o trabalho foi uma forte contribuição para o resultado.

Entre os profissionais consultados, mais da metade ocupa cargos de gerência e alto escalão. Quase 85% afirmam que conhecem alguém que sofre ou já sofreu com transtornos do tipo, e mais de 70% dizem que ou conhecem alguém que já se afastou do trabalho por causa do estresse ou já foram eles mesmos afastados.

Em maio, a Organização Mundial da Saúde incluiu a síndrome de burnout na sua Classificação Internacional de Doenças, lista usada como referência por especialistas do mundo todo. Ela foi descrita como “síndrome resultante de um estresse crônico no trabalho que não foi administrado com êxito”.

A maioria atribui esses transtornos a situações que se tornaram mais comuns nas empresas brasileiras desde o início da crise: pressão por resultado (61%), excesso de horas trabalhadas (55%) e a acumulação de funções (52%). Cerca de 40% citam ainda a insatisfação com o ambiente de trabalho e 35% afirmam sofrer assédio moral.

 

Tratamento

O tratamento consiste principalmente em psicoterapia A terapia serve para lidar com os sentimentos negativos envolvidos com as questões do trabalho. Em alguns casos existe a necessidade de uso de remédios ansiolíticos ou antidepressivos”, explica. Casos extremos como o de Damião necessitam de um tratamento multiprofissional.

Fonte : https://www.anamt.org.br/portal/

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.