eSocial: Aumenta procura por capacitação em Análise Ergonômica

eSocial: Aumenta procura por capacitação em Análise Ergonômica

Encarregados pela Segurança e Saúde do Trabalho (SST) se prepararam para elaborar as análises da aplicação da NR 17 (MTE-2002) de acordo com o programa federal.  A preocupação das empresas no cumprimento de cada uma das Normas Regulamentadoras (NR) aumentou a demanda em cursos de capacitação em Análise Ergonômica do trabalho segundo o Manual de aplicação da NR 17. O cumprimento da legislação, que ajuda a prevenir as Lesões por Esforço Repetitivo (LER), e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), duas das maiores causas de afastamento de funcionários no país (INSS – 2017).

Se antes as algumas empresas alegavam ignorância, ou mesmo falhas de preenchimento da documentação, referente ao tema, o novo programa federal, eSocial, obriga o cumprimento e a prestação de contas da prevenção dentro de seu sistema integrado.

As ações, que devem ser desenvolvidas, são referentes à avaliação e adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabendo ao empregador abordar movimentações, mobiliário, equipamentos, condições do
ambiente, organização e fatores externos que possam afetar a saúde do colaborador.

Para Adriana Kalil, coordenadora da área de Capacitação e Treinamento da Vendrame Consultores Associados, afirmou: “O curso permite que alunos possam aprender a observar, avaliar e analisar o ambiente de forma a prevenir acidentes, propondo melhorias nas condições de trabalho, os sistemas e a organização do trabalho.

Prevenindo de forma efetiva e constante a geração de um passivo trabalhista frente a futuras judicializações”. A encarregada destacou o aumento da demanda dos profissionais, que a partir do advento do eSocial serão obrigados a entregar informações detalhadas junto ao governo, e que já estão preocupados com a forma de fazê-lo de forma eficiente e cumprindo toda a legislação vigente: “No final do mês teremos uma turma que deve capacitar dezenas de profissionais de SST, cada um deles responsável pela Saúde e Segurança de muitos trabalhadores. Essa necessidade está diretamente relacionada com os documentos que deverão ser gerados, mas que refletem uma mudança dentro de cada uma das empresas, que é a priorização da prevenção e do cuidado de cada um dos empregados”.
FONTE : SEGS

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

WhatsApp Widget